SACImprensaMapa do Portal A+ R A-
Página Inicial » Cultivares de Café

TUPI RN IAC 1669-13

E-mail Imprimir PDF

Origem

O IAC recebeu, em 1971, sementes do híbrido CIFC H361/4 (’Villa Sarchi’ X Híbrido de Timor), na geração F2, que constituíram a base para a obtenção da cultivar Tupi RN IAC1669-13. Os cafeeiros F2 do híbrido H361/4 receberam a designação de IAC 1669 e, em avaliação de experimento em Campinas, verificou-se que a planta IAC 1669-13 destacou-se entre as demais, em função de sua produção, do tamanho de sementes e da resistência à ferrugem e ao nematóide Meloidogyne exigua.

Características

Apresenta boa produção, pois, em plantios irrigados, produziu 91, 50 e 89 sacas beneficiadas por hectare nos três primeiros anos, respectivamente, em espaçamento de 3,68 x 0,5m, confirmando o seu valor agronômico. A análise dos tipos de sementes revelou que a cultivar Tupi RN IAC 1669-13 apresenta grãos grandes com peneira média 18,4% e 90,2%, 8% e 1,8% de grãos tipos chato, moca e concha, respectivamente. As folhas novas são de coloração verde, diferenciando-a da cv. Tupi IAC1669-33, que apresenta broto bronze. O seu porte é baixo e os frutos grandes e vermelhos, com maturação média (mais precoce que 'Catuaí'). As dimensões da altura e do diâmetro da copa são semelhantes às da cv. Tupi IAC 1669-33 e um pouco menores que as da cv. Catuaí Vermelho IAC 144. Semelhantemente a cultivar Tupi IAC 1669-33 que também é exigente em nutrição. Considerando-se que a participação do café Bourbon em sua formação é de 50%, uma vez que a cv. Villa Sarchi parece ser originada da cv. Bourbon esperava-se que apresentasse boa qualidade de bebida, o que foi confirmado por informações do engenheiro agrônomo José Carlos Grossi, que constatou que seus grãos têm tido ampla aceitação no mercado. Sementes da cultivar Tupi RN IAC 1669-13 foram testadas para resistência a M. exígua. O índice de galhas neste material foi 0,5, com pequenos engrossamentos, porém, sem galhas típicas e, no Catuaí Vermelho IAC 144, o índice de galhas foi 4,5, com presença de galhas típicas, indicando tratar-se de material altamente resistente (Figura 25). No que se refere à reação à ferrugem, verificou-se que, em condições de campo, até o presente momento, o material permanece resistente às raças prevalecentes nos locais em que a cultivar foi plantada.

Recomendações de plantio

Devido a sua resistência múltipla com homozigoze para o gene de resistência à ferrugem e ao nematóide M. exigua (MeMe), a cultivar Tupi RN IAC 1669-13 poderá ser plantada via sementes, constituindo mais uma opção para os cafeicultores brasileiros. Inicialmente, recomenda-se seu plantio em solos com alta fertilidade, em maiores altitudes (clima ameno) e em pequena escala, principalmente para áreas infestadas com o nematoide M. exigua.


TUPI_RN_IAC_1669_13

 


Ficha Técnica

Porte (altura da planta)

Baixo

Copa

Cônica

Diâmetro da copa

Médio

Comprimento do internódio

Curto

Ramificação secundária

Média

Cor das folhas jovens (brotos)

Verde

Tamanho da folha

Grande

Cor do fruto maduro

Vermelha escura

Formato do fruto

Arredondado

Tamanho da semente

Grande

Formato da semente

Curto e largo

Ciclo de maturação

Precoce a médio

Ondulação da borda da folha

Pouco ondulada

Resistência à ferrugem

Altamente resistente

Resistência a nematóide

Resistente a M. exigua

Vigor

Médio

Qualidade da bebida

Boa

Produtividade

Alta