SACImprensaMapa do Portal A+ R A-
Página Inicial » Cultivares de Café

EMCAPA 8111, EMCAPA 8121 e EMCAPA 8131

E-mail Imprimir PDF

Origem

Cultivares clonais desenvolvidas pelo Incaper e lançadas em 1993. Formadas pelo agrupamento de clones geneticamente compatíveis entre si e possuidores de uma série de características agronômicas em comum, distinguindo-se uma das outras principalmente pelas diferentes épocas de maturação dos frutos, proporcionando colheita escalonada. Os clones que formam essas três cultivares foram eleitos em ensaios conduzidos na Fazenda Experimental do Incaper, em Marilândia, ES, no período de 1986 a 1992. Nesses ensaios foram estudados clones originados de matrizes selecionadas em populações existentes na região norte do estado do Espírito Santo, por meio de seleção fenotípica, para a qual foram consideradas importantes características de interesse, relacionadas, principalmente, à capacidade produtiva e à qualidade dos grãos.

Características

 

§ EMCAPA 8111’

Formada pelo agrupamento de nove clones compatíveis entre si. Caracteriza-se por apresentar maturação precoce dos frutos, cuja colheita ocorre, normalmente, até o mês de maio. Apresenta nas primeiras quatro colheitas, produtividade média da ordem de 58 sacas beneficiadas/ha (29% maior que a testemunha 'Conilon' propagada por semente), com uma amplitude de variação dos clones entre 49 a 64 sacas beneficiadas/ha; rendimento médio no beneficiamento de 4,03 (kg de cerejas/kg de café beneficiado) e peneira média igual a 14.

 

§ EMCAPA 8121’

Cultivar clonal formada pelo agrupamento de 14 clones compatíveis entre si, com características comuns, distinguindo-se por apresentar maturação dos frutos em época intermediária, entre as cultivares EMCAPA 8111 e EMCAPA 8131, com a colheita ocorrendo, normalmente, no mês de junho. Apresenta produtividade média das primeiras quatro colheitas da ordem de 60 sacas beneficiadas/ha (33% maior que a testemunha 'Conilon' de propagação por semente), com uma amplitude de variação dos clones entre 52 a 72 sacas beneficiadas/ha, e com rendimento médio no beneficiamento de 3,96 (kg de cerejas/kg de café beneficiado) e peneira média igual a 15.

 

§ EMCAPA 8131’

Cultivar clonal formada pelo agrupamento de nove clones compatíveis entre si. Apresenta maturação tardia dos frutos, com colheita ocorrendo, normalmente, nos meses de julho/agosto.

Apresenta, nas quatro primeiras colheitas, produtividade média de 60 sacas beneficiadas/ha (33% maior que a testemunha 'Conilon' propagada por semente), com uma amplitude de variação entre os clones de 51 a 72 sacas beneficiadas/ha, sendo o rendimento médio no beneficiamento de 3,76 kg de cerejas/kg de café beneficiado e peneira média igual a 14.

 

EMCAPA

 

 

 

 

 

Vantagens da utilização das cultivares clonais EMCAPA 8111, EMCAPA 8121 e EMCAPA 8131: 

  • alta produtividade
  • maior produtividade na primeira colheita
  • maior tamanho de grãos
  • maior uniformidade de maturação
  • melhor qualidade dos grãos
  • maior homogeneidade de plantas
  • colheita escalonada

 

A fase de maturação das três cultivares avaliadas em uma mesma época, está ilustrada na Figura 1.

EMCAPA_8111_EMCAPA_8121_e_EMCAPA_8131

 

Recomendações de plantio

As cultivares clonais EMCAPA 8111, EMCAPA 8121 e EMCAPA 8131 são recomendas para as regiões zoneadas como aptas para o cultivo de café conilon no estado do Espírito Santo. Os clones de cada uma dessas três cultivares podem ser distribuídos aleatoriamente no plantio, pois possuem, dentro de cada grupo, a mesma época de maturação dos frutos. Esta prática visa aumentar a probabilidade da polinização entre eles. O plantio das três cultivares permite o escalonamento da colheita, proporcionando a obtenção de um produto final de melhor qualidade, além de uma melhor e mais ampla distribuição do período da colheita. Os espaçamentos indicados variam de 2,5 a 3,5m entre linhas e de 1 a 1,5m entre plantas, com uma planta por cova. O número médio de hastes por hectare deve ser de 10.000 a 15.000.