SACImprensaMapa do Portal A+ R A-
Página Inicial » Observatório » Notícias e Análises » Bureau de Inteligência Competitiva do Café divulga Relatório Internacional de Tendências do Café do mês de setembro

Bureau de Inteligência Competitiva do Café divulga Relatório Internacional de Tendências do Café do mês de setembro

E-mail Imprimir

O Relatório, editado mensalmente, está sendo executado em projeto do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café

O Bureau de Inteligência Competitiva do Café lança edição de setembro do Relatório Internacional de Tendências do Café, v. 3 nº 8. O principal foco de atuação do Bureau é a geração e distribuição de informações estratégicas para o setor agroindustrial do café, inclusive indicadores econômicos e sociais que permitam a construção de cenários para a cafeicultura de Minas Gerais, do Brasil e do mundo. O objetivo do Bureau é construir inteligência estratégica de prospecção de mercado que subsidie as decisões do setor. Os trabalhos do Bureau são desenvolvidos no Centro de Inteligência em Mercados - CIM, da Universidade Federal de Lavras - UFLA, instituição fundadora e participante do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

O Relatório Internacional de Tendências do Café, editado mensalmente, está sendo executado dentro do Plano de Ação do projeto do Consórcio denominado “Criação e Difusão de Inteligência Competitiva para a Cafeicultura Brasileira”. O projeto, financiado pelo Consórcio com recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira – Funcafé, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, tem como objetivo monitorar, analisar e difundir informações e indicadores relevantes para a competitividade da cafeicultura brasileira, bem como propor soluções estratégicas para os problemas enfrentados pelo setor.

Para elaboração do Relatório, primeiro identifica-se e monitora-se as principais tendências da cafeicultura mundial; as informações coletadas são trabalhadas e analisadas, de modo a identificar potenciais problemas e oportunidades para a cafeicultura brasileira. Na sequência, são propostas soluções, na forma de estudos sobre problemas específicos. “A equipe de analistas do Bureau busca informações em sites de notícias do mundo todo. Nós dividimos o trabalho em três áreas principais que são produção, indústria e cafeterias/consumo, cada qual com o seu próprio grupo de analistas. Eles selecionam as notícias mais relevantes em meio ao imenso número que é publicado semanalmente, resumem essas notícias monitoradas e utilizam esse conteúdo para elaborar análise para cada uma das três áreas. Importante frisar que essas análises não são simples resumos das notícias coletadas, mas envolvem a identificação de tendências relevantes e a construção de novos conhecimentos”, explica o coordenador do CIM e pesquisador líder do Bureau, Luiz Gonzaga de Castro Junior. Para mais informações sobre o Bureau e o Relatório, leia entrevista.

Resumo das análises e tendências – Na edição deste mês, o Relatório conclui que, do ponto de vista da produção, no Brasil, as últimas duas décadas foram de grande crescimento na produtividade e na produção total. No entanto, muitos cafeicultores ainda não utilizam as melhores tecnologias disponíveis e as ferramentas de gestão. E defende que é preciso avançar além do manejo da lavoura, com a produção de grãos de qualidade e a gestão de custos. Na esfera da atuação governamental, o Relatório afirma que o aumento da regulação estatal deve ser cauteloso e que o Brasil precisa de ações que possibilitem o desenvolvimento da cafeicultura de forma contínua e sustentável, de políticas estruturantes, de longo prazo, que ajudem a solucionar os desafios do cafeicultor (gestão, qualidade, certificação etc.) e também melhorem o ambiente externo da unidade produtiva (legislação, crédito, logística etc.). A sustentabilidade, por sua vez, deve ser tema frequente no atual cenário econômico, não só do ponto de vista da produção como também do ponto de vista da indústria. Em relação ao consumo, em um contexto de grande competitividade e consumidores altamente exigentes, o Relatório advoga que é essencial saber explorar o mercado e as oportunidades apresentadas por ele, bem como entender e saber atender o público-alvo. E finaliza apresentando oportunidades para o Brasil que, por ser um país com intensas diferenças regionais e com um segmento de cafeterias ainda pouco desenvolvido, demonstra várias possibilidades para criação de novos produtos de forma a explorar tais regionalidades. Além disso, com o aumento do poder aquisitivo da população brasileira, crescem as oportunidades de comercialização de cafés especiais, cujo consumo cresce juntamente ao aumento de renda dos consumidores.

Relatório Internacional de Tendências do Café - Pode ser acessado gratuitamente nos sites do Bureau e do Consórcio Pesquisa Café (www.consorciopesquisacafe.com.br) ou enviado por e-mail. Nesse último caso, o interessado deve solicitar cadastro enviando uma mensagem para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Bureau de Inteligência Competitiva do Café - O Bureau de Inteligência Competitiva do Café é um programa desenvolvido no Centro de Inteligência em Mercados – CIM, da Universidade Federal de Lavras – UFLA, que objetiva criar inteligência competitiva e impulsionar a transformação do Brasil na mais dinâmica e sofisticada nação do agronegócio café no mundo. É financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Fapemig com interveniência da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - Sectes. São apoiadores a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais - Seapa, o Pólo de Excelência do Café e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Café.

Dados da cafeicultura - Para informações sobre dados estatísticos de produção, consumo, exportação e estoque; pesquisas sobre tendências de consumo, análise de mercado, entre outros, acesse o site do Consórcio Pesquisa Café: http://www.consorciopesquisacafe.com.br/

Para saber mais sobre a Embrapa Café e o Bureau de Inteligência Competitiva do Café acesse:

https://www.embrapa.br/cafe

http://icafebr.com.br/

 

Gerência de Transferência de Tecnologia

Texto: Flávia Bessa – MTb 4469/DF

Contatos:

Site: www.embrapa.br/cafe www.consorciopesquisacafe.com.br