SACImprensaMapa do Portal A+ R A-
Página Inicial » Observatório » Notícias e Análises » Produção mundial de café do ano-safra 2016/17 contabiliza 154 milhões de sacas

Produção mundial de café do ano-safra 2016/17 contabiliza 154 milhões de sacas

E-mail Imprimir

relatorio_oic_julhoConsumo global de 155 milhões de sacas apurado pela Organização Internacional do Café supera produção em torno de 0,8%

 

A produção mundial de café do ano-safra 2016/17, que compreende o período de outubro a setembro para a Organização Internacional do Café – OIC, contabiliza volume de 153,869 milhões de sacas de 60kg. Tal volume representa acréscimo de 1,5% em relação ao ano-safra anterior, que foi de 151,656 milhões de sacas. A despeito de a produção mundial de café ter sido recorde neste ano-safra (153,869 milhões), o consumo global foi de 155,061 milhões de sacas, superior à produção, em torno de 0,8%.

 

O Relatório sobre o mercado de Café julho 2017, da OIC, traz como destaque, entre outros pontos relevantes, que o ‘Total das exportações dos países exportadores’ no período de outubro de 2016 a junho de 2017 foi de 92,293 milhões de sacas, número que representa acréscimo de 5,6% em relação ao mesmo período do ano-safra anterior.


No contexto da revisão da estimativa da produção mundial do ano-safra 2016/17, ao comparar com o mesmo período anterior, a OIC demonstra que a produção mundial de café arábica será de 97,3 milhões de sacas, o que representa um incremento de 10,2%; e que o café robusta atingirá 56,6 milhões de sacas, volume 10,6% menor. Todos esses dados e análises da performance da produção e exportação mundial constam do Relatório sobre o mercado de Café julho 2017, o qual está disponível na íntegra no Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café coordenado pela Embrapa Café.

 

Sobre as cotações dos preços, o Relatório complementa que em comparação com junho, o mês de julho foi de alta dos cafés arábicas frente aos cafés robustas. Os três grupos de arábicas tipificados pela Organização (Colombian Milds, Other Milds e Brazilian Naturals) obtiveram altas significativas: 4,4% para os Suaves Colombianos, 4,5% para os Outros Suaves e 4,4% para os Naturais Brasileiros. O Relatório traz ainda vários dados estatísticos que permitem analisar cotação dos preços indicativos diários dos grupos da OIC, volume e valor das exportações mundiais de café, diferenciais de preços, equilíbrio da oferta/demanda mundial, total das exportações dos países exportadores, entre outros.

Para saber mais sobre a conjuntura mundial do café, leia na íntegra este Relatório sobre o mercado de Café julho 2017, da OIC, acesse o link:

http://bit.ly/2wT9til

Acesse também na página da OIC ‘Dados históricos - Produção total - Ano-safra’ e confira o ranking dos países maiores produtores de café no mundo pelo link:

http://www.ico.org/pt/new_historical_p.asp

Confira todas as análises e notícias divulgadas pelo Observatório do Café no link abaixo:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/imprensa/noticias

Gerência de Transferência de Tecnologia da Embrapa Café

Texto: Lucas Tadeu Ferreira - MTb 3032/DF, Jamilsen Santos - MTb 11015/DF  e Eduardo Aiache