SACImprensaMapa do Portal A+ R A-
Página Inicial » Observatório » Notícias e Análises » Tecnologia da fornalha a lenha para secagem de café está disponível para produtores médios, pequenos e cafeicultores familiares

Tecnologia da fornalha a lenha para secagem de café está disponível para produtores médios, pequenos e cafeicultores familiares

E-mail Imprimir

O Consórcio Pesquisa Café apresenta gratuitamente no seu site o Comunicado Técnico que orienta a construção da Fornalha

Com o crescente mercado consumidor de cafés de melhor qualidade, em nível mundial, a busca pela adoção de tecnologias inovadoras e a observância dos princípios da sustentabilidade tornam cada vez mais imperativa a adoção de boas práticas agrícolas e de gestão de todas as etapas da atividade cafeeira.

O Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café, sintonizado com esse exigente mercado, desenvolve pesquisas, realiza treinamentos específicos para técnicos, extensionistas e produtores a fim de capacitá-los a adotar e repassar tecnologias que assegurem o protagonismo do nosso País como maior produtor, exportador e segundo consumidor mundial. Nesse contexto, a colheita e a pós-colheita – que inclui a secagem do café - são etapas importantes que influenciam direta e indiretamente na inserção dos Cafés do Brasil nesse mercado cada vez mais competitivo.

Assim, a secagem do café é uma etapa imprescindível para garantir a qualidade do produto e, na maioria das vezes, dependendo da região produtora, do porte do cafeicultor e do processo utilizado, constitui a etapa que demanda consumo de muita energia durante o pré-processamento, o que pode onerar bastante a produção, em função da escala de produção do cafeicultor - se médio, pequeno ou familiar.

Fornalha a lenha para secagem - No caso específico da secagem do café, o Consórcio apresenta a fornalha a lenha para secagem de café, por meio do Comunicado Técnico nº 6 – Fornalha a lenha para secagem de café e grãos. A tecnologia, de baixo custo, consiste no aquecimento do ar utilizado em diversos equipamentos nas operações de secagem proveniente da energia térmica produzida pela queima de biomassa - tais como lenha de eucalipto, troncos do cafeeiro originados da poda drástica ou renovação da lavoura - e é indicada para regiões produtoras que apresentam prolongados períodos chuvosos ou com pouca insolação durante a colheita do café.

Principais atributos positivos – Além da durabilidade, por trabalhar com temperaturas relativamente baixas, a fornalha apresenta ainda como vantagem o aquecimento indireto que permite a não contaminação do ar de secagem, mesmo quando a combustão é incompleta. Esse aspecto é de extrema importância na secagem, pois, quando o café apresenta cheiro de fumaça, o preço de venda pode ser objeto de deságio.

Os autores do Comunicado Técnico nº 6 sobre a Fornalha a Lenha para Secagem de Café pertencem às seguintes instituições consorciadas: Universidade Federal de Viçosa – UFV (Juarez de Sousa e Silva e Roberto Precci Lopes) e Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – Epamig (Sérgio Maurício Lopes Donzeles e Douglas Gonzaga Vitor, bolsista do Consórcio na Epamig).

Consórcio Pesquisa Café - Desde que foi criado, em 1997, vem desenvolvendo tecnologias e equipamentos compatíveis com a capacidade de produção e investimento de cafeicultores de todos os portes, com ênfase nos pequenos e familiares. Muitas dessas tecnologias podem ser acessadas no site http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/publicacoes .

Censo agropecuário - De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE (Censo Agropecuário 2006), o Brasil possui mais de 285 mil estabelecimentos rurais de café e a grande maioria é formada por pequenos produtores. E 81% dos estabelecimentos produtores de café são de agricultura familiar que empregam em torno de 1,8 milhão de trabalhadores por ano e é responsável por 38% do café produzido no Brasil. Segundo ainda o IBGE, a área de cultivo ocupada por esses cafeicultores corresponde a aproximadamente 44% da área de café no Brasil.

 

Para saber mais sobre o Consórcio Pesquisa Café, a Embrapa Café, a Universidade Federal de Viçosa – UFV, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – Epamig e as demais tecnologias de pós-colheita, acesse:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/

http://www.sapc.embrapa.br/

http://www.ufv.br/

http://www.epamig.br/

http://www.sapc.embrapa.br/arquivos/consorcio/livros/livro1.pdf

 

Gerência de Transferência de Tecnologia

Texto: Lucas Tadeu Ferreira (MTb 3032) e Flávia Bessa (MTb 4469/DF)

Contatos: (61) 3448-1927 / Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Site: www.embrapa.br/cafe www.consorciopesquisacafe.com.br