SACImprensaMapa do Portal A+ R A-
Página Inicial » Observatório » Notícias e Análises » Instituto Agronômico do Paraná – Iapar divulga Alerta Geada

Instituto Agronômico do Paraná – Iapar divulga Alerta Geada

E-mail Imprimir

O Iapar é uma das dez instituições fundadoras do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café

Tem início nesta sexta-feira (8) o Alerta Geada, uma ferramenta que auxilia os cafeicultores a decidir sobre a adoção de medidas de proteção das lavouras contra o fenômeno. Entre maio e setembro, pesquisadores do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) acompanham as condições meteorológicas na região cafeeira do Estado e publicam diariamente um boletim informativo que pode ser acessado gratuitamente nos endereços www.iapar.br e www.simepar.br, ou ainda pelo telefone (43) 3391-4500, neste caso ao custo de uma ligação para aparelho fixo.

Quando ocorre a aproximação de massas de ar frio com potencial para formar geadas que causem danos à cafeicultura, é emitido um pré-alerta pela imprensa, redes sociais e, para técnicos e produtores cadastrados, por e-mail ou "torpedo" no celular. Se as condições desfavoráveis se confirmam, um aviso de ratificação é expedido 24 horas depois.

Interessados em receber os alertas por e-mail ou "torpedo" no celular devem preencher um cadastro, disponível no endereço www.iapar.br.

Recomendações – Cafeicultores que têm lavouras com idade entre seis e 24 meses devem amontoar terra no tronco dos cafeeiros – prática que os produtores chamam de "chegamento de terra" – ainda neste mês de maio, para proteger as gemas e facilitar a rebrota no caso de geada severa. A proteção deve ser retirada no final do período frio, em meados de setembro; se isso não for feito, as plantas podem sofrer danos por "afogamento do caule", que são lesões provocadas por altas temperaturas.

Em plantios novos, de até seis meses de idade, a recomendação é simplesmente enterrar as mudas quando houver emissão do aviso de Alerta Geada; viveiros devem ser abrigados com cobertura vegetal ou de plástico. Nesses dois casos, a proteção deve ser retirada tão logo cesse o risco.

Paraná – A cafeicultura ocupa no Paraná uma área de 52,9 mil hectares. A maior parte das lavouras paranaenses tem em média 10 hectares e é conduzida por pequenos produtores familiares. Espera-se uma produção de um milhão de sacas beneficiadas em 2015, informa o economista Paulo Franzini, do Departamento de Economia Rural da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná (Seab). 

Franzini calcula em cerca de R$ 12 mil o valor necessário para implantar um hectare de café. "Esse patrimônio pode ser protegido com baixo custo, considerando que a adoção das medidas de proteção exige apenas mão-de-obra", conclui.

Concebido originalmente para a proteção do parque cafeeiro paranaense – distribuído pelas regiões norte, noroeste e parte do oeste do estado –, pesquisadores e profissionais da assistência técnica vêm observando que outras áreas utilizam o Alerta Geada para orientar suas atividades, caso dos produtores de hortaliças, construção civil, setor de turismo e eventos e comércio de vestuário. 

O Alerta Geada é uma iniciativa do Iapar em parceria com o Simepar, e conta com o apoio da Seab, Emater-PR, Consórcio Pesquisa Café, prefeituras, cooperativas e associações de produtores.

Saiba mais sobre o café no ‘Observatório do Café' - O Observatório do Café, desenvolvido pela Embrapa Café, no contexto do Agropensa da Embrapa, tem como objetivos principais coletar, analisar e disseminar, de forma sistemática, dados estatísticos, informações sobre tendências de produção e consumo, oportunidades e ameaças dos mercados e possíveis trajetórias do processo de inovação, além de resultados de pesquisas realizadas pelo Consórcio Pesquisa Café e suas implicações para a competitividade do agronegócio cafeeiro e ainda subsidiar políticas públicas e a tomada de decisão pelos diversos protagonistas do setor. No Observatório do Café estão disponíveis, entre outros, as seguintes publicações, documentos e análises das instituições integrantes e parceiras do Consórcio Pesquisa Café: Relatório de Atividades da Embrapa Café - 2012 a 2015Revista Coffee SciencePublicações Técnicas (com informações sobre tecnologias desenvolvidas pelas instituições consorciadas); imagens e vídeos sobre cafeiculturaInforme Estatístico do Café;Valor Bruto da ProduçãoRelatório Internacional de Tendências do CaféRede Social do CaféClipping do Café do ConsórcioSAC – Consórcio Pesquisa CaféAcompanhamento da Safra BrasileiraRelatório Final de Levantamento de Estoques Privados de CaféEvolução do Consumo InternoTendências de Consumo de Café no BrasilRelatório sobre Mercado de CaféRelatórios de Atividades da Embrapa Café e Sistema de Informação do Café disponível – SBICafé, entre outros.

 

Saiba mais sobre o Consórcio Pesquisa Café, a Embrapa Café e o Instituto Agronômico do Paraná:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/

https://www.embrapa.br/cafe

http://www.iapar.br/

 

Assessoria de Imprensa do Instituto Agronômico do Paraná - Iapar

Jornalista: Edmilson Gonçalves Liberal (MTb 4782/PR)

Fone: 43 3376-2465 / Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.