SACImprensaMapa do Portal A+ R A-
Página Inicial » Observatório » Notícias e Análises » Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café, divulga nova edição da Revista Coffee Science em seu Observatório do Café

Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café, divulga nova edição da Revista Coffee Science em seu Observatório do Café

E-mail Imprimir

A revista, editada pela Universidade Federal de Lavras – Ufla, publica trimestralmente os avanços da pesquisa cafeeira, contribuindo assim para o protagonismo da cafeicultura brasileira no mundo

A Coffee Science, revista técnico-científica especializada em cafeicultura, lança mais uma edição (volume 10, número 3, 2015). A publicação é uma iniciativa do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café, em parceria com a Universidade Federal de Lavras - Ufla e tem o objetivo de contribuir para o desenvolvimento da pesquisa e da cultura do café no Brasil. A revista publica trimestralmente artigos originais completos com tradução integral para o inglês e está disponível no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café e no site da revista Coffee Science.

Um dos destaques da edição é a pesquisa intitulada "Análise técnica e econômica de diferentes sistemas de transplantio de café (Coffea arabica L.)", conduzida no município de Nazareno-MG. Para a realização desse estudo, empregaram-se conjuntos mecanizados utilizados para a realização do transplantio da cultivar Catuaí Vermelho IAC 144. Foram analisados os tempos necessários para a realização de diversas operações dos conjuntos mecanizados nos diferentes sistemas avaliados, seus respectivos custos fixos e variáveis e os respectivos parâmetros de desempenho operacional. De acordo com os dados obtidos na análise técnica e econômica de diferentes sistemas de transplantio, conclui-se que, dentre os sistemas de transplantio avaliados, o sistema mecanizado mostrou-se mais viável tecnicamente e economicamente, apresentando custos operacionais 13% e 18,9% inferiores aos sistemas semimecanizado e manual respectivamente.  Os fatores depreciação, reparos e manutenção e combustíveis foram os elementos dos custos que tiveram mais participação nos custos operacionais dos sistemas mecanizados estudados, apresentando valores acima de 17%.

A revista também traz o estudo sobre "Delineamento de zonas de manejo para macronutrientes em lavoura de café conilon consorciada com seringueira", cujo objetivo foi determinar a distribuição espacial dos macronutrientes do solo, Ca, Mg, K e P, bem como a definição de zonas de manejo para aplicação de insumos em uma lavoura de café conilon consorciada com seringueira, utilizando-se a técnica de agrupamento por método hierárquico associada à geoestatística. O estudo foi realizado no município de Nova Venécia, ES. A análise de agrupamento integrada com a caracterização da variabilidade espacial dos atributos do solo foi eficaz na definição de zonas de manejo para aplicação de insumos, em uma lavoura de café conilon consorciada com seringueira. Esses resultados inferem que a junção das ferramentas matemáticas, utilizadas no trabalho, pode ser uma alternativa viável para balizar lavoura de café conilon consorciada com seringueira. O conhecimento da distribuição espacial associada à definição de zonas de manejo pode ser usado para aumentar a eficiência de aplicação dos fertilizantes agrícolas.

Também é tema tratado nesse volume da publicação o trabalho sobre "Variabilidade espacial da dose de P2O5 e K2O para adubação diferenciada e convencional em lavoura cafeeira", realizado para caracterizar a estrutura e a magnitude da distribuição espacial de atributos químicos do solo, bem como da recomendação de aplicação de fertilizantes numa lavoura cafeeira. Objetivou-se ainda comparar a recomendação de aplicação de fertilizantes baseados na amostragem convencional e na amostragem em malha quadrada, para cafeicultura de precisão, de forma a demonstrar as vantagens do uso desta forma de manejo da lavoura. O trabalho foi conduzido na fazenda Brejão, no município de Três Pontas, Minas Gerais, utilizando-se os atributos químicos do solo, fósforo e potássio. As amostras de solo foram enviadas a um laboratório de análise de solo para que se pudessem obter os teores dos elementos químicos, possibilitando a realização da recomendação de aplicação de fertilizantes. A análise desses dados, por meio das técnicas geoestatísticas, possibilitou caracterizar a variabilidade espacial do fósforo e do potássio, bem como da dose de P2O5 e K2O recomendada pela amostragem em malha quadrada, permitindo o mapeamento dessas variáveis. Foi possível identificar as diferenças apresentadas pela dosagem de P2O5 e K2O baseadas nas recomendações obtidas pela amostragem convencional e pela amostragem em malha quadrada, para cafeicultura de precisão.

Na mais recente publicação da Coffee Science também pode ser conhecida a pesquisa "Substituição de fertilizante por fitomassa de leguminosas arbóreas em lavoura cafeeira". O uso de fitomassa de leguminosas arbóreas na lavoura cafeeira surge como alternativa para melhorar a qualidade química do solo e reduzir os custos de produção do café. Objetivou-se, no trabalho, avaliar o efeito da adição superficial de fitomassa de quatro espécies arbóreas de leguminosas (Cajanus cajan, Mimosa scabrella, Leucaena leucocephala e Acacia mangium) na qualidade química do solo, enfatizando o seu potencial de substituição de fertilizantes químicos à base de NPK, em monocultivo cafeeiro sob esse manejo. O estudo foi conduzido em lavoura cafeeira situada em área experimental da EPAMIG, em São Sebastião do Paraíso, MG. A fitomassa de todas as leguminosas promoveu melhoria na qualidade química do solo, com destaque para a leucena, que apresentou potencial para reduzir custos de fertilizantes NPK na lavoura cafeeira.

Esta edição da revista também reúne os seguintes artigos de pesquisa: "Faixas críticas de teores foliares de macronutrientes primários para cafeeiros fertirrigados em formação", "Influência de sistema de produção de café orgânico arborizado sobre a diversidade de fauna invertebrada epigéica", "Análise técnica e econômica de diferentes sistemas de transplantio de café", "Ácido cítrico e fósforo no desenvolvimento e estado nutricional de mudas de café", "Níveis de cromo em mudas de café conilon desenvolvido em substrato com iodo de curtume com adubação alternativa", "Toxidade do óleo de mamona à broca do café", "Fragação de água transpirável no solo no desenvolvimento inicial do cafeeiro conilon", "Influência do manejo das plantas adventícias na diversidade de ácaros em cafezal orgânico", "Erosão hídrica e compartimentos de matéria orgânica do solo em sistemas cafeeiros conservacionistas e convencionais", "Desempenho de híbridos f1 de café arábica com resistência simultânea a ferrugem, mancha aureolada e bicho mineiro", "Características agronômicas de progênies de cafeeiro em área infestada por Meloidogyne paranaenses" e "Análise econômica de colheita mecanizada do café utilizando repetidas operações de colhedora".

Revista Coffee Science: avanços e consolidação - A Coffee Science é publicada trimestralmente na versão impressa e eletrônica contendo artigos originais completos da comunidade científica nacional e internacional, visando promover o desenvolvimento da cafeicultura nas áreas de Ciências Agrárias, Ciências Biológicas, Ciência dos Alimentos e Ciências Sociais Aplicadas, entre outras. É indexada ao AGRIS-FAO (International Information System for the Agricultural Sciencesand Technology), AGROBASE-IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia), Latindex (Sistema Regional de Informaciónen Línea para Revistas Científicas de América Latina, Caribe, España y Portugal), CAB Abstracts (CABI – Common wealth Agricultural Bureaux International), Scientific Commons (University of St. Gallen – Switzerland), Scopus-Elsevier, Periódicos Capes, Agricola (USDA – National Agricultural Library) e na Wageningen UR Digital Library.

Observatório do Café – Desenvolvido pela Embrapa Café, no contexto do Agropensa da Embrapa, tem como objetivos principais coletar, analisar e disseminar, de forma sistemática, dados estatísticos, informações sobre tendências de produção e consumo, oportunidades e ameaças dos mercados e possíveis trajetórias do processo de inovação, além de resultados de pesquisas realizadas pelo Consórcio Pesquisa Café e suas implicações para a competitividade do agronegócio cafeeiro e ainda subsidiar políticas públicas e a tomada de decisão pelos diversos protagonistas do setor.

Observatório do Café disponibiliza, além da Revista Coffee Science, publicações das entidades integrantes e parceiras do Consórcio Pesquisa Café contendo dados, análises e informações sobre: Relatório Internacional de Tendências do CaféConjuntura Mundial da CafeiculturaSafras e EstoquesConsumos e TendênciasEstatísticas, Cotações e AnálisesClipping mensal de notícias veiculadas na mídiaImagensVídeos e ÁudiosRede Social do Café; ; Publicações Técnicas e Relatórios de Atividades; e Sistema Brasileiro de Informação do Café – SBICafé.

Para saber mais sobre o Consórcio Pesquisa Café, a Embrapa Café, a revista Coffee Science e o Observatório do Café, acesse:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/

https://www.embrapa.br/cafe

http://www.coffeescience.ufla.br/index.php/Coffeescience

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/consorcio/separador2/observatorio-do-cafe

 

 

Gerência de Transferência de Tecnologia

Texto: Flávia Bessa - MTb 4469/DF

Contatos: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  / 61 3448-4010

Sites: www.embrapa.br/cafe e www.consorciopesquisacafe.com.br