SACImprensaMapa do Portal A+ R A-
Página Inicial » Observatório » Notícias e Análises » Produção mundial de café em 2014 foi de 143,2 milhões de sacas e o Brasil já exportou 29,85 milhões de sacas de café neste ano de 2015

Produção mundial de café em 2014 foi de 143,2 milhões de sacas e o Brasil já exportou 29,85 milhões de sacas de café neste ano de 2015

E-mail Imprimir

É o que apontam os relatórios de outubro da Organização Internacional do Café – OIC e do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – CeCafé disponíveis no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café

Organização Internacional do Café – OIC – A Organização em seu relatório sobre o mercado de café de outubro atualizou a produção mundial de café de 2014, que era de 141,7 milhões de sacas de 60kg para 143,2 milhões de sacas. Desse total, 84,99 milhões de sacas foram de café arábica e 58,25 milhões de sacas de café robusta. E o consumo total foi de 149,16 milhões de sacas nesse mesmo período. Com relação à safra mundial de 2015, a OIC ainda não divulgou os números finais.

O Relatório destaca também que o Brasil exportou 33,17 milhões de sacas no período de outubro de 2014 a setembro de 2015, o que corresponde a aproximadamente 30% das exportações mundiais nesse mesmo período, que foram de 110,74 milhões de sacas.

A OIC no seu relatório - “Coffee Market Report – October 2015” -, demonstra o indicador diário de preços compostos de outubro de 2013 a outubro de 2015, além de exportações totais por tipo de café, indicações de preços futuros, produção e exportação de países produtores, estoques certificados, consumo mundial, entre vários outros dados relevantes da cafeicultura em nível mundial.

Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – CeCafé – No Relatório Mensal OUTUBRO/2015, o Conselho aponta que no período de novembro de 2014 a outubro de 2015 o total acumulado de sacas de 60kg exportadas pelo Brasil superou 36 milhões de unidades com receita cambial de US$ 6,348 bilhões. Desse total foram exportadas 4,68 milhões de sacas de café robusta verde, 28,06 milhões de sacas de café arábica verde, 3,45 milhões de sacas de café solúvel e 27,1 mil sacas de café Torrado & Moído.

Em relação especificamente a 2015, ou seja, no período de janeiro a outubro, o CeCafé relata que o volume acumulado exportado foi de 29.852.943 de sacas de 60 Kg e receita cambial de US$ 5,078 bilhões. Assim, foram exportadas 23,14 milhões de sacas de café arábica verde, 3,77 milhões de sacas de café robusta verde, 2,92 milhões de sacas de café solúvel e 24,8 mil sacas de café Torrado & Moído.

O CeCafé ressalta também que no caso das exportações de cafés diferenciados, os quais incluem os cafés especiais, o Brasil continua se mantendo na posição de um dos principais países fornecedores do produto diferenciado, indicando a participação de 25,1% nos embarques de café entre janeiro a outubro de 2015, com o volume de 7,5 milhões de sacas de 60 Kg, desempenho 10,5% superior ao mesmo período do ano anterior. Do volume exportado, 23% destinaram-se aos EUA (1,76 milhões de sacas), 17% para a Alemanha (1,30 milhões de sacas), 11% para a Itália (791 mil sacas), 10% para o Japão (761 mil sacas) e 8% para Bélgica (631 mil sacas). Esses cinco maiores países importadores compraram 70% do total embarcado.

Segundo o CeCafé, o Brasil exportou para 130 países neste ano de 2015, com destaque para os EUA - 6,38 milhões de sacas (21% de participação), Alemanha - 5,32 milhões de sacas (18%), Itália - 2,47 milhões de sacas (8%), Bélgica - 1,89 milhões de sacas (6%) e Japão - 1,89 milhões de sacas (6%), representando, juntos, 60% do volume total embarcado. O Reino Unido e a Turquia, que também estão entre os dez principais mercados de destinos do café do Brasil em 2015, importaram 875 mil sacas e 704 mil sacas, respectivamente, e vêm apresentando expressivas taxas de crescimento médio anual nas compras de café do país desde 2010, com 9,8% e 13,8%, respectivamente.

O Relatório Mensal OUTUBRO/2015, do CeCafé, analisa e destaca o volume das exportações brasileiras de café, assim como a receita cambial gerada, os principais destinos do café brasileiro, portos de embarque, além de vários outros pontos importantes.

Informe Estatístico do Café, da Secretaria de Política Agrícola – SPA – Em complemento aos dados e informações da OIC e do CeCafé, saiba mais sobre a produção brasileira de café, produtividade, consumo, estoques, entre várias outras informações, tais como cotação mensal dos preços de cafés recebidos pelos produtores, principais países importadores, importações brasileiras de cafés, no período de 2001 a 2015, entre outras informações relevantes no Informe Estatístico do Mapa.

Observatório do Café – Divulga, além dos Relatórios da OIC e do CeCafé e do Informe Estatístico do Café, do Mapa, publicações das instituições integrantes e parceiras do Consórcio Pesquisa Café contendo dados, análises e informações sobre:  Relatório Internacional de Tendências do Café, do Bureau de Inteligência Competitiva do Café, Levantamento da Safra de Café, da Conab; Valor Bruto da Produção, do Mapa; portfólio de tecnologias desenvolvidas pelo Consórciopublicações técnicas; Revista Coffee Science; dados completos sobre Safras e EstoquesConsumos e TendênciasEstatísticas, Cotações e AnálisesClipping mensal de notícias veiculadas na mídiaImagensVídeos e ÁudiosRede Social do CaféRelatórios de Atividades; e Sistema Brasileiro de Informação do Café – SBICafé, entre outros.

Para saber mais sobre o Consórcio Pesquisa Café, a Embrapa Café, a Organização Internacional do Café, o CeCafé, o Informe Estatístico do Café e o Observatório do Café, acesse:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/

https://www.embrapa.br/cafe

http://www.ico.org/

http://www.cecafe.com.br/

http://www.agricultura.gov.br/vegetal/estatisticas

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/consorcio/separador2/observatorio-do-cafe

 

Gerência de Transferência de Tecnologia da Embrapa Café

Texto: Lucas Tadeu Ferreira – MTb 3032/DF e Jamilsen Santos – MTb 11015/DF

Contatos: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / 61 3448-4010