SACImprensaMapa do Portal A+ R A-
Página Inicial » Observatório » Notícias e Análises » Análises e tendências do agronegócio café em nível mundial são divulgadas pelo Bureau de Inteligência Competitiva do Café

Análises e tendências do agronegócio café em nível mundial são divulgadas pelo Bureau de Inteligência Competitiva do Café

E-mail Imprimir

O Relatório Internacional de Tendências do Café de julho de 2015 apresenta análises sobre produção, indústria e cafeterias e fornece subsídios para o planejamento e tomada de decisão pelos agentes do agronegócio café

O Bureau de Inteligência Competitiva do Café divulga a edição do mês de julho de 2015 do Relatório Internacional de Tendências do Café (vol.4 nº 3). O documento reúne, analisa e divulga dados e informações que podem subsidiar o planejamento e a tomada de decisão pelos agentes do setor produtivo do café. O relatório, que está disponível no Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café, e no Bureau de Inteligência Competitiva do Café, da Universidade Federal de Lavras – Uflaapresenta, em nível mundial, destaques do agronegócio café e tendências do setor, com foco na produção, indústria e cafeterias, entre outros temas relevantes. As atividades são realizadas no Centro de Inteligência em Mercados – CIM, sediado na Universidade Federal de Lavras – Ufla, uma das dez instituições fundadoras do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

Destaques da edição de julho – Com relação à produção, de acordo com o Bureau, alguns países produtores estão se recuperando de problemas climáticos e doenças que comprometeram suas lavouras, esboçando um cenário otimista para as primeiras estimativas para o ano safra 2015/2016. Em relação à indústria, o Relatório aponta que em virtude da mudança do perfil de consumidores há grande tendência de aumento da demanda de café produzido conforme preceitos da sustentabilidade econômica, social e ambiental.

Especificamente em relação ao Brasil, segundo o Relatório, "Apesar do modo tradicional de preparo ser preferido pelos consumidores brasileiros, as monodoses se encontram em constante crescimento. Elas ainda não são acessíveis a todas as classes e segmentos, mas com o aumento de novas empresas e com o incentivo das políticas governamentais, que são essenciais para o desenvolvimento das indústrias, esse produto tende a ganhar novos mercados e obter uma maior comercialização, já que no País nem todas as marcas são acessíveis para a compra imediata em lojas de varejo".

Em contrapartida, o Bureau destaca que "Ainda que possua muitos benefícios, as cápsulas são uma fonte geradora de resíduos, por isso, atitudes sustentáveis passam a representar um conjunto de critérios para o momento da decisão de compra. Torná-las recicláveis ou biodegradáveis é uma preocupação geral principalmente entre as grandes empresas do setor que se propõem a atender o consumidor que não quer se sentir culpado pelo impacto causado ao ambiente e à sociedade".

Em termos gerais, no varejo o relatório enfatiza ainda que as redes de cafeterias adotam estratégias para criar benefícios e vantagens para atrair novos clientes por meio de cartão de fidelidade e serviço de pagamento móvel. Além disso, destaca também que na Ásia várias redes de cafeterias estão ampliando negócios nos países cujo mercado continua em expansão. O Relatório também apresenta vários insights (análises) que merecem ser considerados e avaliados pelos diversos agentes interessados na cadeia do agronegócio café.

Relatório Internacional de Tendências Competitiva do Café – O relatório faz parte do Plano de ação do projeto do Consórcio Pesquisa Café denominado "Criação e Difusão de Inteligência Competitiva para Cafeicultura Brasileira". O projeto é financiado pelo Fundo de Defesa da Economia Cafeeira – Funcafé, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, e tem o objetivo de monitorar, analisar e difundir informações e indicadores relevantes para a competitividade da cafeicultura brasileira, bem como propor soluções estratégicas para os problemas enfrentados pelo setor.

Observatório do Café – Desenvolvido pela Embrapa Café, no contexto do Agropensa da Embrapa, tem como objetivos principais coletar, analisar e disseminar, de forma sistemática, dados estatísticos, informações sobre tendências de produção e consumo, oportunidades e ameaças dos mercados e possíveis trajetórias do processo de inovação, além de resultados de pesquisas realizadas pelo Consórcio Pesquisa Café e suas implicações para a competitividade do agronegócio cafeeiro e ainda subsidiar políticas públicas e a tomada de decisão pelos diversos protagonistas do setor.

Observatório do Café disponibiliza, além deste Relatório Internacional de Tendências do Café, publicações das entidades integrantes e parceiras do Consórcio Pesquisa Café contendo dados, análises e informações sobre: Conjuntura Mundial da CafeiculturaSafras e EstoquesConsumo e TendênciasEstatísticas, Cotações e AnálisesClipping mensal de notícias veiculadas na mídiaImagensVídeos e ÁudiosRede Social do CaféRevista Coffee SciencePublicações Técnicas e Relatórios de Atividades; e Sistema Brasileiro de Informação do Café – SBICafé.

Para saber mais sobre o Consórcio Pesquisa Café, a Embrapa Café e o Bureau de Inteligência Competitiva do Café, acesse: 

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/

https://www.embrapa.br/cafe

http://www.icafebr.com.br/

  

Gerência de Transferência de Tecnologia

 Texto: Lucas Tadeu Ferreira – MTb 3032/DF e Jamilsen Santos

Conntatos:   Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  / 61 3448-4010

Sites: www.embrapa.br/cafe e www.consorciopesquisacafe.com.br